Documentário italiano sobre Jorge Amado é lançado em Salvador

postado por Andreia Santana @ 4:06 PM
27/08/2013

ATUALIZAÇÂO: Devido ao apagão que atingiu os nove estados da região Nordeste na quarta-feira, 28, a data de exibição do documentário Realidade e Magia de Jorge Amado foi remarcada para esta sexta-feira, dia 30, às 17h, na Fundação Casa de Jorge Amado (Centro Histórico). A informação já foi corrida no post abaixo:

O documentário Realidade e Magia de Jorge Amado, primeiro filme europeu sobre a vida do escritor baiano, será lançado nesta sexta, dia 30, às 17h, na Fundação Casa de Jorge Amado (Largo do Pelourinho). Produzido pela emissora italiana RAI-TECHE, o projeto tem roteiro de Silvana Palumbieri e foi sugerido pela brasilianista (pesquisadora que estuda a cultura brasileira) e biógrafa de Zélia Gattai, Antonella Rita Roscilli.

Realidade e Magia de Jorge Amado foi feito em 2012 e apresentado em Roma durante o evento em homenagem ao centenário do autor de obras clássicas como Tieta do Agreste, Dona Flor e Gabriela, na Galeria Cortona do Palazzo Pamphili, sede da Embaixada do Brasil na Itália. Após a apresentação em Salvador, o filme será exibido no Rio de Janeiro, São Paulo, Curitiba, Brasília e Minas Gerais. Há previsão de lançamento também na França e Uruguai.

O documentário mostra a vida e a obra de Jorge Amado e traz também entrevistas com jornalistas da tv italiana, fotografias e trechos de filmes adaptados dos romances do escritor nascido na zona cacaueira baiana.

Programe-se e vá lá ver:

O que – Lançamento do documentário Realidade e Magia de Jorge Amado

Quando – dia 30, sexta-feira, ás 17h

Onde – Fundação Casa de Jorge Amado, Largo do Pelourinho

Quanto – Gratuito


Joel de Almeida é um dos diretores do documentário sobre Cuíca

O documentário Cuíca de Santo Amaro – O Poeta Mais Temido da Bahia estreia nas salas de cinema de Salvador no dia 23 de agosto, próxima sexta e ficará em cartaz, segundo a produção do longa, no UCI Iguatemi, no Espaço Itau de Cinema/Glauber Rocha e no Circuito Sala de Arte/Cinema da UFBA.

O filme também já está em circulação por cidades do interior baiano, como Cachoeira e Santo Antonio de Jesus, onde será exibido nesta quarta, 21, no Auditório da UNEB. No dia 22, será exibido em Camaçari, no Teatro Alberto Martibs. Ambas as exibições às 19h.

Dirigido por Joel de Almeida e Josias Pires, a produção do documentário sintetiza uma pesquisa realizada a partir de relatos orais de 50 pessoas que tiveram algum tipo de contato com o cordelista Cuíca e de cerca 300 folhetos de cordel do autor. Traz imagens de arquivos de Salvador e do recôncavo e também utiliza recursos de animação, inspirados em um encontro do escritor Orígenes Lessa com o trovador-repórter, ocorrido no dia 10 de junho de 1953.

Algumas das imagens de época exibidas são inéditas, como trechos filmados sob a coordenação de Alceu Maynard de Araújo, em 1947, encontrados na Cinemateca, em São Paulo.

O filme valeu-se de estudos feitos por Edilene Matos e Mark Curran, além de de indicações do poeta Carlos Cunha.

Concluído em janeiro de 2012, Cuíca foi selecionado para o 17o. Festival Internacional de Documentários é Tudo Verdade, tendo duas exibições no Rio de Janeiro e duas em São Paulo; V Festival do Cine Latino-americano e Caribenho de Margarita (Venezuela); Festival Internacional de Cinema de Arquivo, Arquivo Nacional, RJ; 16a Mostra de Cinema de Tiradentes, MG; 3o. CachoeiraDoc; VIII Cine Futuro (avant-première em Salvador) e projeto Cinema no Telhado, Luanda – Angola/Instituto Goethe.

Realizado com o patrocínio do Programa Petrobras Cultural, o filme teve o projeto de difusão e exibição na Bahia patrocinado pelo Fundo de Cultura do Estado, a partir de edital setorial do audiovisual de 2012 promovido pela Fundação Cultural /Secult-Ba.

Saiba mais sobre o filme:

Site oficial: www.cuicadesantoamaro.com.br

Fanpage no Facebook: www.facebook.com/cuicadesantoamaro

Veja o trailer:


CachoeiraDoc 2013 inscreve para oficina de documentário

postado por Andreia Santana @ 6:53 PM
10/08/2013

Aly Muritiba (dir.) e o diretor de fotografia André Chesini

Estão abertas, até o dia 21 de agosto, as inscrições para a Oficina de desenvolvimento de projeto de documentário, que será ministrada pelo diretor baiano Aly Muritiba, durante o IV CachoeiraDoc – Festival de Documentários de Cachoeira, que acontece de 3 a 8 de setembro, no Cine-teatro Cachoeirano (antigo Glória) e na Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB).

A oficina acontecerá nos dias 5, 6 e 7 de setembro, das 13h às 18h, no Centro de Artes, Humanidades e Letras da UFRB. Os interessados podem se inscrever gratuitamente pelo site www.cachoeiradoc.com.br. Ao todo, são oferecidas 15 vagas  e os candidatos serão selecionados de acordo com a proposta do curso.

Durante o CachoeiraDoc serão exibidos 41 filmes, entre curtas, médias e longas-metragem, que integram as mostras Competitiva, Futebol, África e Clássicos do Real, além das sessões Especiais e Recôncavo.

*Com informações da assessoria do CachoeiraDoc


CachoeiraDoc divulga lista de filmes da Mostra Competitiva

postado por Bruno Porciuncula @ 3:22 PM
26/07/2013

 

Jessy, de Rodrigo Luna, Ronei Jorge e Paula Lice, foi um dos selecionados

O Festival de Documentários de Cachoeira (CachoeiraDoc) divulgou nesta sexta-feira, 26, a lista dos filmes que vão fazer parte da Mostra Competitiva Nacional. Dos 218 filmes inscritos, foram selecionados 13 curtas-metragens e cinco longas.

Os baianos vão estar no páreo representados por Jessy, dos diretores Rodrigo Luna, Ronei Jorge e Paula Lice, Maria vai c´as vacas, de Luara De, e Procurando Rita, de Evandro Freitas.

A quarta edição do Festival acontece de 3 a 8 de setembro, no Centro de Artes, Humanidades e Letras (CAHL) da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), em Cachoeira, a 110 km de Salvador.

Confira a lista dos selecionados:

CURTA-METRAGEM

A Cidade (Rio Grande do Sul, 2012, 25 min)
De Liliana Sulzbach

Carga Viva (Minhas Gerais, 2013, 18 min)
De Débora de Oliveira

Filme para Poeta Cego (São Paulo, 2012, 26 min)
De Gustavo Vinagre

Jessy (Bahia, 2013, 13min)
De Paula Lice, Rodrigo Luna e Ronei Jorge

Luna e Cinara (Rio de Janeiro, 2012, 14min)
De Clara Linhart

Maria vai c’as vaca (Bahia, 2013, 07 min)
De Luara De

Mauro em Caiena (Ceará, 2012, 18 min)
De Leonardo Mouramateus

Pátio (Paraná, 2013, 17 min)
De Aly Muritiba

Pele de Branco (Mato Grosso, 2012, 25min)
De Takumã Kuikuro, Marrayury Kuikuro

Procurando Rita (Bahia, 2012, 07 min)
De Evandro Freitas

Quem tem medo de Cris Negão (São Paulo, 2012, 25 min)
De René Guerra

Sanã (Minas Gerais, 2013, 18min)
De Marcos Pimentel

Sobre o abismo (Minas Gerais, 2012, 30min)
De André Brasil

LONGA-METRAGEM

Em busca de um lugar comum (Rio de Janeiro, 2012, 80min)
Felippe Schultz Mussel

Mataram meu irmão (São Paulo, 2013, 77min)
De Cristiano Burlan

Matéria de composição (Minas, 2013, 82 min)
De Pedro Aspahan

O mestre e o divino (Pernambuco, 2013, 83min)
De Tiago Campos

Os dias com ele (São Paulo, 2013, 107 min)
De Maria Clara Escobar


Curta baiano é finalista do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro

postado por Andreia Santana @ 10:44 AM
08/07/2013

Desterro, dirigido por Cláudio Marques e Marília Hughes, é um dos finalistas do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro 2013, na categoria curta-documentário. O filme, que foi apresentado no festival Indie Lisboa, conta a história da construção da hidrelétrica de Sobradinho, no interior da Bahia, a partir das memórias de Dona Pequenita, uma das 73 mil pessoas transferidas devido a obra.

Na 12ª edição do Grande Prêmio, que ainda não tem data definida para a cerimônia, a escolha dos curtas participantes nas categorias documentário, animação e ficção foi feita pela Associação Brasileira de Documentaristas, Fórum dos Festivais, Curta o Curta, Porta Curtas, Associação Brasileira de Cinema de Animação e Tempo Glauber.

Desterro foi premiado pelo Melhor Desenho de Som no 3º Festival de Cinema Baiano, ocorrido em junho passado e é o sexto curta dirigido conjuntamente por Cláudio e Marília. Os dois cineastas acumulam 38 premiações e 148 participações em mostras e festivais nacionais e internacionais.