Blog Archives


Spike Lee filma documentário em Salvador

postado por Andreia Santana @ 7:53 AM
09/02/2013

Spike Lee com o prefeito ACM Neto / Foto: Valter Pontes – Divulgação

O cineasta norte-americano Spike Lee está em Salvador para as filmagens do documentário Go Brasil Go. Na sexta-feira de Carnaval, dia 8, ele entrevistou autoridades como o prefeito ACM Neto e fez imagens da saída do bloco Olodum, no Pelourinho. Neste sábado, 9, o cineasta deve acompanhar a saída do Ilê Aiyê, no Curuzu.


Documentário sobre Cuíca de Santo Amaro é exibido em praça pública

postado por Andreia Santana @ 11:42 AM
12/11/2012

Cena do documentário Cuíca de Santo Amaro

O Projeto Cinema na Praça terá uma sessão especial, dentro da programação do Festival CineFuturo, nesta quarta-feira, dia 14, às 18h. Na ocasião, na praça Thomé de Souza (Municipal), será exibido o documentário Cuíca de Santo Amaro, de Josias Pires e Joel de Almeida. A entrada é franca e como a programação ocorre ao ar livre, em caso de chuva, não há exibição.

Lançado na abertura do CineFuturo, na última sexta-feira, 09, Cuíca tem 74 min e é um importante registro da vida do cordelista e mestre trovador José Gomes (1907–1964), que ficou conhecido como Cuíca de Santo Amaro por arranjar no violão o som da cuíca.

O documentário é fruto de seis anos de pesquisa do jornalista Josias Pires e do historiador Joel Almeida, cineastas baianos e admiradores do personagem-inspiração da história. No filme, a câmera desloca-se pelos lugares por onde Cuíca costumava circular na velha Bahia, entre 1925 e 1964.

Fragmentos da trajetória de vida do poeta são contados por seus familiares, por pessoas do povo e por intelectuais que o conheceram e viram suas performances em Salvador e no Recôncavo Baiano. Cuíca de Santo Amaro produzia livretos para noticiar fatos do cotidiano e dos bastidores do poder de modo escandaloso, reflexivo e divertido. Deixou um legado picante e irônico da vida baiana, numa reedição, com a picardia do recôncavo, do que fazia Gregório de Mattos na época colonial.

O Festival CineFuturo é uma realização da VPCinemavideo, com patrocínio do Fazcultura – Governo da Bahia e Chesf – Governo Federal.  A programação completa do Festival CineFuturo pode ser conferida em www.cinefuturo.com.br.


A vida nas palafitas de Salvador é tema de documentário

postado por Andreia Santana @ 8:19 PM
29/10/2012

Cena do documentário Da Maré, que mostra a vida nas palafitas

O documentário norte-americano Da Maré, de Annie Eastman, será exibido pela primeira vez na Bahia, nesta terça-feira, dia 30, às 18h, na programação do VIII Panorama Internacional Coisa de Cinema. Uma segunda exibição durante o evento está programada para o dia 01 de novembro, às 16h20. Após as sessões ocorrerão bate-papos da equipe da produção com o público.

Da Maré foi gravado no bairro de Massaranduba e acompanha a comunidade das palafitas entre 2004 e 2011. A ideia surgiu a partir da notícia de que o governo  erradicaria as palafitas, o que não aconteceu. Annie Eastman conhecia a comunidade desde 1999, quando trabalhou como voluntária na ong Grupo de União e Consciência Negra (Grucon). O filme gira em torno de Geni, Maria e Jesus, três mães que cuidam sozinhas de suas famílias.

Aqui no site oficial  do Panorama Coisa de Cinema é possível acessar a programação completa, preços de ingressos e outras informações.


Documentário sobre Cuíca de Santo Amaro será exibido no exterior

postado por Andreia Santana @ 5:37 PM
29/09/2012

Cuíca de Santo Amaro nos anos 50

O documentário baiano Cuíca de Santo Amaro, dirigido por Joel de Almeida e Josias Pires, antes da estreia em Salvador, marcada para o dia de 09 de novembro durante a abertura do Cine Futuro - VIII Seminário Internacional de Cinema e Audiovisual, será exibido agora em outubro em Angola e na Venezuela. Em Luanda, capital angolana, o filme participa de um projeto do Goethe-Institut, no dia 09, às 19h. Já na Venezuela, Cuíca de Santo Amaro participa do V Festival do Cine Latinoamericano e Caribenho, na Ilha de Margarita, nos dias 26, 28 e 31. 

O documentário mostra a trajetória do cordelista Cuíca de Santo Amaro, personagem da idílica Salvador dos anos 40 e 50. Tido como o cronista social de seu tempo, Cuíca transformava em versos todos os problemas sociais da época, como a carestia, os crimes que abalavam aquela cidade de pouco mais de 500 mil habitantes, a corrupção dos políticos e até os boletim sobre a II Guerra Mundial

 Transformado em personagem dos escritores Dias Gomes e Jorge Amado e de filmes de Roberto Pires e Anselmo Duarte, Cuíca sempre foi tido como figura polêmica e ao mesmo tempo carismática, sendo considerado uma versão popular e mais contemporânea do barroco “boca de brasa”, o poeta Gregório de Mattos, que viveu no século XVII. 


Com o sugestivo título de Vou Rifar Meu Coração, o documentário de Ana Rieper sobre o universo da música romântica popular brasileira estreia nesta sexta-feira, dia 3, em Salvador (veja no Cineinsite as salas de exibição) e em mais seis capitais: São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre, Recife e Maceió. A ideia do filme é traçar um apaixonado perfil do brasileiro, suas emoções, amores e sexualidade a partir de canções românticas que são verdadeiras crônicas de costumes. No set list, músicas de  Waldik Soriano, Amado Batista, Agnaldo Timóteo, Nelson Ned e claro, de Wando, entre outros artistas do gênero. Preparem o lenço!

Em Vou Rifar Meu Coração, os temas das canções populares servem de pano de fundo para histórias da vida amorosa de pessoas comuns, que enfrentaram o desafio de falar sobre a sua intimidade, ilusões e desilusões afetivas, conquistas e traições. Além dos anônimos entrevistados, o documentário também traz depoimentos de cantores como Lindomar Castilho, Rodrigo Mell e Walter dos Afogados.

O filme já foi exibido em diversos festivais como o de Brasília 2011, Mostra São Paulo 2011, Cinelatino, XV Festival de Tiradentes, Hollywood Brazilian Film Festival, em Los Angeles, Brazilian Film Festival of Vancouver – Canadá e In-Edit São Paulo. Também conquistou alguns prêmios como Melhor Direção e Melhor Montagem no FestiCine Goiânia, em dezembro passado, e Melhor Direção de Arte em um Documentário e Prêmio especial da Associação de Críticos (Fipresci Uruguai) no V AtlanticDoc.

Veja o trailer do filme:

Ficha Técnica:

Vou Rifar Meu Coração

Brasil | 2011 | 78 min | digital | cor

Direção: Ana Rieper

Produção executiva: Suzana Amado

Roteiro: Ana Rieper

Direção de Fotografia: Manuel Águas

Montagem: Pedro Asbeg

Som: Pedro Moreira

Trilha sonora: (edição de som e mixagem) Aurelio Dias

Música original: Amado Batista, Odair José, Nelson Ned, Wando, Lindomar Castilho, Asas Morenas, Rodrigo Mell e Walter de Afogados.

Produtora: Amado Arte&Produção

Distribuição: Vitrine Filmes